Entrar

Novos usuários

CharissaFu 17/12/2017
KeeleyMack 17/12/2017
MaddisonBo 17/12/2017
RudyEvergo 17/12/2017
PenneyChav 17/12/2017
NOTÍCIA : A Linguagem da Cultura Hip Hop (Os 4 Elementos do Hip Hop)
Enviado por Webmaster em 23/01/2016 08:30:00 (294 leituras)
NOTÍCIA

Todo mundo algum dia na vida já ouvi falar de Hip Hop, mas será que todos sabem o que é a Cultura Hip Hop? O que compõe a sua essência?



Quem não é do movimento, pode achar que hip hop é apenas um gênero musical, mas não faz ideia de que sua cultura vai muito além da música.

Resumidamente, hip hop é um movimento cultural norte-americano que tomou força na década de 1970 na periferia de Nova York, tendo como protagonistas as comunidades de imigrantes latinos, jamaicanos e afro-americanos, que sofriam com o descaso político e social e viviam em meio à violência do tráfico de drogas e dos conflitos de gangues. Esse caldeirão de misturas étnicas e culturais, uniu diferentes estilos musicais e diferentes estilos de danças nas chamadas houses parties (festas organizadas em casas), que posteriormente, devido ao crescimento gigantesco do número de frequentadores, foram transferidas para a quadra de uma praça no Bronx, surgindo então as block parties (festas ao ar livre).

No inicio de 1980 a cena acima passa a ter protagonistas/orgsnizadores como DJ Kool Herc, DJ Holywood, DJ Africa Bambaataa, DJ Grand Master Flash e DJ Grand Wizard Theodore. Esses profissionais são apontados como os responsáveis pela origem, desenvolvimento e difusão da Cultura Hip Hop.

Através da organização Zulu Nation, fundada por Africa Bambaataa, foi criado o conceito de “elementos do hip hop” que reúne GrafiteDJMCB-boy e B-girl cujo lema é: paz, amor, união e diversão e seu objetivo é dar voz, visibilidade e identidade aos jovens que praticam dança (b-boy e b-girl), pintura/arte (grafite), música (DJ) e composições/poesia (MC).

Acredito que melhor do que elementos, o termo “linguagem” do hip hop é o mais apropriado, pois traduz o que cada artista quer expressar, quer nos dizer.

Contado então, uma minuscula parte da história do surgimento do hip hop, vamos falar um pouquinho de cada uma das linguagens:

1.       Grafite

O graffite é a mais genuína expressão de pigmentos, texturas e superfícies nas galerias urbanas das ruas, com o objetivo de criar dinâmica, movimento e registro de ícones.” – André Gustavo de Castro Matos.

Os artistas do graffite, também chamados de “writers” (escritores), costumam escrever seus próprios nomes nos trabalhos ou chamar a atenção para problemas do governo ou questões sociais, representando a arte plástica da cultura hip hop.

Grafitar lugares públicos ou privados, sem autorização dos respectivos proprietários, é atividade proibida por lei em vários países, inclusive no Brasil.

Foto do Grafiteiro: Icone K

2. DJ (disc-jockey)

O DJ e suas pickups (toca-discos) estão relacionados com a musicalidade de batidas fortes e a instrumentalização do Hip Hop. É o responsável pelos beats das festas.

É o DJ quem representa a essência desta cultura, porque foi em torno da música (rap) que os outros elementos foram se organizando. É ele quem conduz a rima do MC, a dança do B-boy e a inspiração do grafiteiro.

3. MC (mestre de cerimônia)

 O MC (Mestre de Cerimônia) é considerado como “a consciência”, “o pensamento” do Hip Hop.  É através da letra do rap que os adeptos do Hip Hop expressam suas idéias e denunciam suas necessidades e decepções com o mundo.

Um MC é aquele que através de suas rimas mostra as várias formas de reivindicação, angústias e injustiças com as classes sociais mais desfavorecidas, mostrando o poder da transformação.

4. B-boy e B-girl

Os B-boys e as B-girls representam a linguagem “dança” da cultura hip hop. Como explicamos lá em cima, o hip hop nasceu nas festas de ruas, o que levou ao conceito de que as danças do hip hop são as street dances ou danças urbanas . Mas esse universo é infinitamente maior.

Corretamente denominando, as danças da cultura hip hop e funk styles estão divididas em:

·         Up Rock/Breaking

·         Breaking

·         Locking

·         Popping

·         Hip Hop Dance

·         Lagartixa

E ainda dentro dessa divisão, encontramos outros estilos como robot, waking, rocking, footwork, top rock, bogaloo,  e por ai continua.

Nos próximos posts, falaremos um pouco mais sobre cada estilo acima citado, bem como a moda que os acompanha e reforçam as características peculiares de cada grupo.

Tem alguma coisa à acrescentar? Encontrou algum erro? Escreve pra gente.

Fonte: As Danças da Cultura Hip Hop e Funk Styles, Thiago Negraxa, Editora All Print.

Fonte: Wikpedia e http://www.webnode.com.br

Compartilhe isso:

 

 

Arquivos anexados: DESTAQUEHIPHOP.png  DESTAQUEHIPHOP.png 
Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.